Processo de Individuação

A individuação é um arquétipo, mas o fato de termos este arquétipo não significa que o processo de individuação esteja em andamento, mas o self promove chamados para este processo sem um final determinado, visto que a psique é dinâmica. Entretanto, é preciso que o Ego queira e sinta-se motivado a empreender este processo, cuja tendência, muitas vezes é no sentido contrário, visto que, normalmente é um processo doloroso. “O processo psicológico da individuação está intimamente vinculado à assim chamada função transcendente…”.[1] (JUNG, 2009, § 854). “A função transcendente não se desenvolve sem meta, mas conduz à revelação do essencial no homem. No início não passa de um processo natural. Há casos em que ela se desenvolve sem que tomemos consciência, sem a nossa contribuição, e pode até impor-se à força, contrariando a resistência do indivíduo. O sentido e a meta do processo são a realização da personalidade originária, presente no germe embrionário, em todos os seus aspectos. É o estabelecimento e o desabrochar da totalidade originária, potencial. Os símbolos utilizados pelo inconsciente para exprimi-la são os mesmos que a humanidade sempre empregou para exprimir a totalidade, a integridade e a perfeição; em geral, esses símbolos são formas quaternárias e círculos. Chamei a esse processo de processo de individuação.[2] (JUNG, 2008, § 186. Grifo do autor)”.

O processo de individuação consiste em confrontar os vários aspectos sombrios, reconhecendo-os e despindo-se da persona e das imagens primordiais. Segundo Jung, o processo de individuação nada tem de individualismo, muito pelo contrario, é um processo que estimula o indivíduo criar condições para que cada um desperte o melhor de si e do outro, o tempo todo, fazendo-o sair do isolamento e empreender uma convivência mais ampla e coletiva, por estar mais próximo, conscientemente da totalidade, mas ainda mantendo sua individualidade. A individuação consiste em aproximar o mundo do indivíduo e não excluí-lo do mesmo. “A individuação, em geral, é o processo de formação e particularização do ser individual e, em especial, é o desenvolvimento do indivíduo psicológico como ser distinto do conjunto, da psicologia coletiva. É portanto um processo de  diferenciação que objetiva o desenvolvimento da personalidade individual. (…) Uma vez que o indivíduo não é um ser único mas pressupõe também um relacionamento coletivo para sua existência, também o processo de individuação não leva ao isolamento, mas a um relacionamento coletivo mais intenso e mais abrangente.[3] (JUNG, 2009, § 853. Grifo do autor)”.

O autoconhecimento é o caminho para promover as necessárias quebras de padrões comportamentais que atravancam o processo de individuação. Este caminho segue uma dinâmica, aparentemente, descontinuada e desconexa, do ponto de vista egoico, mas absolutamente simétrico e coerente para o Self. Para isto, portanto, é inevitável a revisão minuciosa destes padrões comportamentais e de preconceitos explícitos e velados, assim como dos conceitos equivocados, gerando com isto, toda ordem de desarranjo, desarmando os mecanismos de pseudo-segurança. Para melhor entendimento de como podemos conduzir as etapas no processo de individuação, abordaremos e utilizaremos, de forma análoga, a metáfora alquímica, com base na dinâmica apresentada na gravura da montanha dos adeptos, descrevendo a seguir, as etapas do processo alquímico. https://psicoterapiajunguiana.com/conceitos/processo-de-individuacao/processo-alquimico-montanha-dos-adeptos


Sobre Workshops: www.psicoterapiajunguiana.com/workshop

Sobre Sessões de Análise: www.psicoterapiajunguiana.com/sessoe


[1] JUNG, Carl Gustav. Tipos psicológicos. Petrópolis: Vozes, 2009.

[2] JUNG, Carl Gustav. Psicologia do inconsciente. Petrópolis: Vozes, 2008.

[3] JUNG, Carl Gustav. Tipos psicológicos. Petrópolis: Vozes, 2009.

18 comentários sobre “Processo de Individuação

  1. Olá, sou a Juliana. Tenho 14 anos e estou fazendo um trabalho acadêmico de conclusão do Ensino fundamental.
    Bem, primeiramente, adorei o texto. Foi bem útil pra mim,
    Segundo, sou apenas uma estudante e não tenho um conhecimento aprofundado de psicologia e gostaria de fazer algumas perguntas e tentar esclarecer algumas dúvidas.
    Há algum tempo tenho estudado sobre “O Processo de Individuação” e relacionando com o tema de meu trabalho, que no caso, trata-se de uma análise de dois filmes. Nos filmes é apresentado personagens desde a infância até sua vida adulta ou amadurecimento, e estive pensando… Seria o processo de individuação que faz com que as crianças cresçam? Se sim, poderia me falar mais detalhadamente como é para uma criança?
    Outras perguntas, o processo de individuação é algo que acontece naturalmente? É como um amadurecimento?
    Gostaria de ouvir suas respostas e observações a respeito de meu comentário.
    Agradeço desde já… 😀

    Curtir

    Responder
    • Olá Juliana,

      Fico feliz que tenha gostado dos textos e, principalmente que tenha sido útil!
      Parabéns pelo seu interesse e empenho!

      Individuar é um processo, por isto, usamos o termo “Processo de Individuação”. Mas isto não se dá de maneira linear, como num ponto de vista cartesiano, com começo, meio e fim. E não, necessariamente, tem haver com o crescimento físico do corpo, da criança à fase senil.Como disse no texto “(…)o self promove chamados para este processo sem um final determinado, visto que a psique é dinâmica. Entretanto, é preciso que o Ego queira e sinta-se motivado a empreender este processo, cuja tendência, muitas vezes é no sentido contrário, visto que, normalmente é um processo doloroso.(…)” “(…)Este caminho segue uma dinâmica, aparentemente, descontinuada e desconexa, do ponto de vista egoico, mas absolutamente simétrico e coerente para o Self.(…)”. Sugiro que leia a página https://psicoterapiajunguiana.com/conceitos/processo-de-individuacao/processo-alquimico-montanha-dos-adeptos, onde faço um analogia dos movimentos de processos de individuação com a metáfora alquímica Montanha dos Adeptos.

      O processo de individuação tem como meta fazer com que todo indivíduo se comprometa em despertar o melhor de si e no outro, reconhecendo o pior em si e no outro, administrando estas polaridades de forma salutar. Este tema me encanta imensamente, e é complexo mesmo, mas exponencialmente lindo, vc não acha?!
      E como também pode perceber, trata-se de um tema muito amplo…, nesse sentido para enriquecer suas pesquisas, e pra só citar dois livros, recomendo: O eu e o inconsciente, e O desenvolvimentos da personalidade – ambos de C.G.Jung – Editora Vozes

      Te desejo ótimo trabalho de conclusão de curso e ótimos processos de individuação.
      Grande Beijo,
      Rosangela Corrêa

      Curtir

      Responder
  2. Olá. Tenho 33anos e uma vida de insucesso pessoal, problemas familiares, homossexualidade e depressão. Resolvi me dar uma nova chance após tantas derrocadas na vida. Voltei a estudar e estou fazendo um curso de letras na minha cidades. Através desse curso, conheci uma professora muito sábia e fui convidado a participar de um grupo de estudos sobre jung e o inconsciente coletivo. Como tenho depressão e havia passado por um tratamento de abordagem direta do inconsciente sem sucesso, resolvi me envolver e acreditar na individuação como algo que me tornara um ser diferente. Como começo o ciclo? O que eu devo fazer?

    Curtir

    Responder
    • Olá Marcus Lyra,

      Agradeço o contato e Seja sempre muito bem-vindo à página!

      Com base neste seu breve, sincero e corajoso relato, não te parece que já início o que indaga-me?

      (…)”A individuação, em geral, é o processo de formação e particularização do ser individual e, em especial, é o desenvolvimento do indivíduo psicológico como ser distinto do conjunto, da psicologia coletiva. É portanto um processo de diferenciação que objetiva o desenvolvimento da personalidade individual. (…) Uma vez que o indivíduo não é um ser único mas pressupõe também um relacionamento coletivo para sua existência, também o processo de individuação não leva ao isolamento, mas a um relacionamento coletivo mais intenso e mais abrangente. (JUNG, 2009, § 853. Grifo do autor).”(…)

      Individuação, segundo Jung, é sempre um processo, e é por isto que sempre usamos a expressão “Processo de Individuação”. É importante que estejamos atentos para as movimentações à nossa volta, e principalmente para as movimentações em nosso interior. É vital que aprendamos a nos observar, percebendo o que; como o que; e com quem, estamos nos identificando. Sem culpas ou preconceitos, mas de forma honesta e verdadeira, na medida; no tempo; na capacidade; e na possibilidade que estejamos aptos, a dar os passos seguintes, em prol de nosso processo de individuação. O self, continuamente, nos convida a lidarmos com o processo de individuação, seja por meio de sonhos, sincronicidade, criatividade ou sintomas.

      Para sairmos um pouco da teoria, proponho a observação de um conto. Veja este link: https://psicoterapiajunguiana.com/conto-sufi-fatima-a-fiandeira/
      Trata-se de um conto Sufi, onde é possível perceber, várias etapas, do processo de individuação da personagem central, onde apesar de todas as tragédias que ocorre no desenrolar do mesmo, tudo parece necessário para o conjunto.

      A psicoterapia potencializa o andamento e elaboração deste processo, pois viabiliza conscientizações e/ou outras perspectiva sobre temas, que muitas vezes estão pré-concebidos no indivíduo promovendo auto-sabotagem do próprio processo de individuação.
      Espero que tenha contribuído e finalizo, colocando-me à disposição, caso queira acompanhamento profissional. Atendo pessoalmente em Jundiaí e na Vila Madalena-São Paulo e/ou via Skyper.

      Grande Abraço,
      Rosangela Corrêa

      Curtir

      Responder
      • Querida Rosangela!
        “…muitas vezes estão pré concebidos no indivíduo promovendo auto sabotagem do próprio processo de individuação. ”
        Aí se encontra a trava.
        Obrigada por expor com tanta clareza um assunto muito difícil.

        Abraços.

        Curtir

  3. ola, bom dia , td bem? estou fazendo minha monografia com o tema sincronicidade no processo de individuaçao, voce acredita que um evento sincronistico pode chamar a pessoa a despertar e começar um processo de individuaçao? pode por gentileza me falar um pouquinho sobre isso? e obrigada pelo post, muito esclarecedor e de grande ajuda.

    Curtir

    Responder
    • Olá Elaine,

      Sim, acredito que um evento sincronístico possa ser um chamado, mas não apenas isto… São vários os recursos que o Self utiliza para nos convidar a agir em nossos respectivos processos de individuação. Lembrando que este processo é continuo, pois são muitas as facetas e nuança em torno do indivíduo, e que se faz necessário um labor aplicado para o amadurecimento, fortalecimento, aperfeiçoamento, etc – visto que a psique é dinâmica!
      O autoconhecimento é o caminho para promover as necessárias quebras de padrões comportamentais que atravancam o processo de individuação. Este caminho segue uma dinâmica, aparentemente, descontinuada e desconexa, do ponto de vista egoico, mas absolutamente simétrico e coerente para o Self. Para isto, portanto, é inevitável a revisão minuciosa destes padrões comportamentais e de preconceitos explícitos e velados, assim como dos conceitos equivocados, gerando com isto, toda ordem de desarranjo, desarmando os mecanismos de pseudo-segurança.

      Agradeço seu comentário, seja sempre muito bem-vinda!

      Grande Beijo,
      Rosangela Corrêa

      Curtir

      Responder
  4. Bom dia, Rosângela! Ultimamente a palavra “individuação” tem vindo muito a minha cabeça. Do nada. Ou talvez, do tudo! Antes, era a palavra “cura”, da qual gosto muito. Acolhi a cura e, mais, a desejei. E senti o início de um processo de cura. Das dores, dos comportamentos autodestrutivos, dos padrões negativos repetitivos. Este processo de cura está em curso, pois sei que ele nunca cessa. Que bom! Mas agora, é a tal da “individuação”. A palavra acabou de vir a minha cabeça e, desta vez, revolvi procurar algo na internet, deparando-me com a sua exposição. Ela me falou muito, veio ao encontro da minha intuição do que significa essa tal individuação. Há muito, ela fala comigo, me manda mensagens, pra ser mais exata, a vida inteira. Porém, em um meio tão padronizado do ponto de vista do meu ambiente familiar e social, nunca teve campo fértil para vicejar. Ao contrário, teve muitas forças adversas. Mas sempre convivi com ela e agora entendo a minha necessidade visceral de unidade, minha identificação com o todo. Porém, sem processo de individuação, isso se tornou problema para mim, pois acabava me identificando com tudo, indistintamente, até com as coisas ruins, que pontuaram alguns caminhos percorridos por mim. Enfim, Rosângela, estou me estendendo muito e só gostaria de agradecê-la e de saber como posso assumir esse processo de individuação, realizá-lo, de quais suportes preciso, como encontrá-los. Grande abraço! Grata!

    Curtir

    Responder
    • Minha querida,

      Primeiramente, agradeço seu comentário/contribuição…, seja sempre muitíssimo bem-vinda!

      E sobre assumir o processo de individuação…
      Como disse no texto, “o self promove chamados para este processo”…, parece que você já percebeu estes chamados… e em alguns momentos, já segue no sentido de atendê-los! Segundo seu texto próprio relato.
      Continuando…“É preciso que o Ego queira e sinta-se motivado a empreender este processo, cuja tendência, muitas vezes é no sentido contrário, visto que, normalmente é um processo doloroso.”(…) “O processo de individuação consiste em confrontar os vários aspectos sombrios, reconhecendo-os e despindo-se da persona e das imagens primordiais.”(…) “É portanto um processo de diferenciação que objetiva o desenvolvimento da personalidade individual.”(…) “O autoconhecimento é o caminho para promover as necessárias quebras de padrões comportamentais que atravancam o processo de individuação.”(…) “é inevitável a revisão minuciosa destes padrões comportamentais e de preconceitos explícitos e velados, assim como dos conceitos equivocados, gerando com isto, toda ordem de desarranjo, desarmando os mecanismos de pseudo-segurança. “.

      É preciso saber se conscientemente, você está disposta a desenvolver este processo?!
      E isto se dá de muitas maneiras…:
      Seja por sua própria habilidade em rever situações vivenciadas, que causam afetação, por ângulos/perspectivas diferentes, e empreender os ajustes e/ou ressignificações e/ou maneiras de entender e agir diante de situações análogas.
      E/ou
      Seja pelo acompanhamento de um psicoterapeuta durante alguns períodos deste processo de individuação.

      Grande Beijo,
      Rosangela Corrêa

      Curtir

      Responder
    • Olá Atiliano,

      Quando falamos sobre individuação empreendida pelo indivíduo, usamos o temor “Processo de individuação”… (…)A individuação é um arquétipo, mas o fato de termos este arquétipo não significa que o processo de individuação esteja em andamento, mas o self promove chamados para este processo sem um final determinado, visto que a psique é dinâmica.(…)
      (…)Segundo Jung, o processo de individuação nada tem de individualismo, muito pelo contrário, é um processo que estimula o indivíduo criar condições para que cada um desperte o melhor de si e do outro, o tempo todo, fazendo-o sair do isolamento e empreender uma convivência mais ampla e coletiva, por estar mais próximo, conscientemente da totalidade, mas ainda mantendo sua individualidade. A individuação consiste em aproximar o mundo do indivíduo e não excluí-lo do mesmo.(…)

      Desconheço o termo “processo de determinação de Jung” que você menciona, fiz uma rápida pesquisa e não encontrei referência a respeito… Talvez o que possamos chamar de determinação, seja justamente esse movimento dinâmico inerente a todos.

      Abraço, Rosangela

      Curtir

      Responder
    • Olá Erica,

      O processo de Individuação só pode ser feio pelo próprio indivíduo, não é algo que possa ser delegável.
      A individuação é um arquétipo, mas o fato de termos este arquétipo não significa que o processo de individuação esteja em andamento, mas o self promove chamados para este processo sem um final determinado, visto que a psique é dinâmica. É um processo que estimula o indivíduo criar condições para que cada um desperte o melhor de si e do outro, o tempo todo, fazendo-o sair do isolamento e empreender uma convivência mais ampla e coletiva, por estar mais próximo, conscientemente da totalidade, mas ainda mantendo sua individualidade. Consiste ainda, em confrontar os vários aspectos sombrios, reconhecendo-os e despindo-se da persona e das imagens primordiais. Entretanto, esse processo só se torna significativo na medida em que o indivíduo se torna consciente e se compromete com ele. Para isto, pode e deve lançar mão de recursos como: leituras, palestras, atenção/reflexão nos acontecimentos e situações do cotidianos, etc…

      A psicoterapia potencializa o andamento e elaboração deste processo, pois viabiliza conscientizações e/ou outras perspectiva sobre temas, que muitas vezes estão pré-concebidos no indivíduo promovendo auto-sabotagem do próprio processo de individuação.

      Grande Abraço,
      … e estou à disposição!
      Rosangela Corrêa

      Curtir

      Responder
    • Olá Sofia,

      Processo de Individuação é amplo, complexo e continuo… relacioná-lo pura e simplesmente a um desenho, seria leviandade…
      Para isto seria necessário considerar outras variáveis, como: Estamos falando de seu pessoal processo de individuação? O que este este desenho significa para você e/ou em sua vida?… etc, etc, etc…
      Recomendo iniciar esta investigação, num processo analítico acompanhado por um psicoterapeuta.

      Abraço

      Curtir

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s